TEMÁTICA

Este espaço destacará o túmulo de personalidades famosas do meio artístico e histórico- cultural, sem qualquer conotação político-partidária ou religiosa doutrinária.


ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades famosas. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural brasileiro. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.

“MEMENTO, HOMO, QUÍA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS.

“Lembra-te, ó homem, de que és pó e ao pó has de voltar.”

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

RONNIE CORD - Arte Tumular - 344 - (Desconhecido)






PERSONAGEM
Ronnie Cord, nascido Ronald Cordovil (Manhuaçu, 22 de janeiro de 1943 — São Paulo, 6 de janeiro de 1986) foi um cantor brasileiro.
Morreu aos 42 anos de idade.

SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Filho do maestro e compositor Hervé Cordovil, aos seis anos já tocava violão.

Em 1959 fez um teste na Copacabana Discos, no Rio de Janeiro e, no ano seguinte, realizou sua primeira gravação, lançada em LP que reunia vários outros cantores.

Seu maior sucesso foi a canção Rua Augusta, com letra de Hervé Cordovil, lançada pela RCA Victor em 1963.

Em 1961 fez muito sucesso com a versão Biquini de Bolinha Amarelinha (em versão de Hervé Cordovil). O sucesso se deu depois que Ronnie gravou em 1960, com letra original, a música "Hopscotch Polka Dot Bikini", que Brian Hyland lançou no mesmo ano.


Vídeo: vangodias

Em 1964, aproveitando a onda da Jovem Guarda, Ronnie Cord gravou novamente a versão em português, que também tornou-se sucesso em 1965.

MORTE
Faleceu em 1986 com apenas 42 anos de idade, a pouco mais de duas semanas antes de completar 43 anos. Deixou três filhos.

Fonte:pt.wikipedia.org
Formatação:Helio Rubiales

Nenhum comentário:

Postar um comentário