TEMÁTICA

Este espaço destacará o túmulo de personalidades famosas do meio artístico e histórico- cultural, sem qualquer conotação político-partidária ou religiosa doutrinária.


ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades famosas. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural brasileiro. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.

“MEMENTO, HOMO, QUÍA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS.

“Lembra-te, ó homem, de que és pó e ao pó has de voltar.”

terça-feira, 24 de novembro de 2015

BETTY LAGO - Arte Tumular - 355 - Cremada-Memorial do Carmo, Caju, Rio de Janeiro








PERSONAGEM
Elizabeth Lago Netto (Rio de Janeiro, 24 de junho de 1955 — Rio de Janeiro, 13 de setembro de 2015), mais conhecida como Betty Lago, foi uma atriz, apresentadora de televisão, modelo e vlogger brasileira.
Morreu aos 59 anos de idade.

SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
No início da década de 1970, Betty Lago foi descoberta pelo fotógrafo Evandro Teixeira, que a ajudou a dar os primeiros passos na profissão de modelo. Seu 1,78 metro de altura e rosto de traços marcantes a levariam, sete anos depois, a tentar a “sorte” no exterior, passando quinze anos pelas passarelas da França, Itália e Estados Unidos.

Já consagrada como modelo internacional, decidiu tentar carreira na televisão, onde apareceu pela primeira vez na pele da sofisticada Natália, na minissérie Anos Rebeldes (1992), de Gilberto Braga. Diferentemente de outras colegas de passarela, como Mila Moreira, Isis de Oliveira e Silvia Pfeifer, não precisou de uma fase de adaptação, resultado dos cursos de interpretação que fez entre 1988 e 1991, já nos últimos anos de sua carreira de modelo. Dois anos depois já era uma das protagonistas da novela Quatro por Quatro. A parceria bem sucedida com o autor Carlos Lombardi se desenvolveu por diversas outras obras do novelista, como Quatro por Quatro, Vira-Lata, Uga Uga, O Quinto dos Infernos, Kubanacan, Pé na Jaca e Guerra e Paz.

A atriz então estreou como apresentadora de televisão com o programa GNT Fashion, que também dirigiu durante cinco anos, na GNT. Também por cinco anos, entre maio de 2005 a maio de 2010, participou de diferentes formações do Programa Saia Justa no mesmo canal de televisão.  Já a estreia no cinema aconteceu em 1976, numa ponta não creditada no filme Dona Flor e Seus Dois Maridos, numa cena que foi cortada da montagem final. Em 1998 realmente debutou na sétima arte em Alô?, de Mara Mourão. Participou ainda de Xuxa e os Duendes 2 - No Caminho das Fadas (2002) e Mais Uma Vez Amor.

No dia 2 de fevereiro de 2011, assinou contrato de cinco anos com a TV Record, depois de anos na TV Globo. Seu primeiro trabalho no novo canal foi dando vida à personagem Marizete, uma empregada doméstica, na novela Vidas em Jogo, que estreou no dia 3 de maio de 2011. Já em 2013 volta às telas interpretando a elegante Stella em Pecado Mortal, sendo esta a sua última telenovela.

Em 13 de novembro de 2014, Betty estreou seu canal de humor no YouTube. Intitulado Calma, Betty!, o vlog conta com a produção da Paramaker. A atriz também participou de uma esquete da Parafernalha, o episódio "Presépio", dezembro de 2014. Sua última entrevista foi em junho de 2015 ao Domingo Espetacular, da Record.

MORTE
Betty morreu na manhã do dia 13 de setembro de 2015, em seu apartamento no Leblon, Rio de Janeiro, vítima de um câncer na vesícula.

Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

Nenhum comentário:

Postar um comentário