TEMÁTICA

Este espaço destacará o túmulo de personalidades famosas do meio artístico e histórico- cultural, sem qualquer conotação político-partidária ou religiosa doutrinária.


ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades famosas. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural brasileiro. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.

“MEMENTO, HOMO, QUÍA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS.

“Lembra-te, ó homem, de que és pó e ao pó has de voltar.”

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

VIRGÍLIO TÁVORA - Arte Tumular - 380 -






ARTE TUMULAR
Túmulo em granito em três níveis, sendo o central o mais alto, onde se encontra  porta de acesso ao túmulo. Nesse mesmo nível, no terço médio superior, letras em bronze com o seu nome e datas. Na cabeceira tumular sobre uma base, também em granito, ergue-se uma escultura em bronze  de Cristo como se abençoasse o túmulo.
Local:
Foto: Guilherme Primo
Descrição tumular: Helio Rubiales




PERSONAGEM
Virgílio de Morais Fernandes Távora (Jaguaribe, 29 de novembro de 1919 — São Paulo, 3 de junho de 1988) foi um militar e político brasileiro. Sobrinho de Juarez Távora, neto de Cândida Felícia Caracas e do Doutor Virgílio Augusto de Morais. Virgílio Távora fez carreira política no Ceará.
Morreu aos 68 anos de idade.

SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Filho de Manoel do Nascimento Fernandes Távora e Carlota Augusta Caracas de Morais Távora, ela neta do Capitão José Pacífico da Costa Caracas (Capitão Caracas) que em 1845 alcançou a patente de Capitão da Guarda Nacional. Virgílio, Influenciado pelo tio, Juarez Távora, e pela historia do Capitão Caracas, ingressou em 1938 na Escola Militar do Realengo no Rio de Janeiro e passou pela Escola de Estado-Maior do Exército e pela Escola Superior de Guerra chegando a Coronel em 1960. Eleito deputado federal pela UDN em 1950 e 1954, foi o representante da oposição ao governo Juscelino Kubitschek na diretoria da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (1959-1961) e membro do Conselho Nacional do Serviço Social Rural (1960-1961). Ministro dos Transportes no gabinete parlamentarista de Tancredo Neves deixou o cargo para disputar o governo do Ceará.

À frente de uma coligação chamada "União pelo Ceará" reuniu a UDN e o PSD pacificando a cena política local lançando as bases do que seria a ARENA após a decretação do bipartidarismo via Ato Institucional Número Dois em 1965. Em seu governo a energia da Usina Hidrelétrica de Paulo Afonso chegou progressivamente a todo o estado e assim foi incrementada a infraestrutura local[carece de fontes] e implantado o Distrito Industrial. Em sua gestão aplicou o chamado "Plano de Metas do Governo" (PLAMEG). Em 1966 foi eleito para o seu terceiro mandato de deputado federal.

Ao lado de César Cals e Adauto Bezerra  formou o triunvirato de coronéis que dominou a política cearense durante todo o Regime Militar de 1964 sendo que Virgílio Távora foi eleito senador em 1970 e indicado governador do Ceará pelo presidente Ernesto Geisel em 1978. Filiado ao PDS foi eleito para o seu segundo mandato de senador em 1982 com uma votação recorde até então sendo que permaneceu no partido mesmo com o surgimento do PFL em 1985.
Pai do falecido deputado federal Carlos Virgílio Távora (que foi genro do político piauiense Alberto Silva) e concunhado de Flávio Marcílio.

MORTE
 Foi vitimado pelo câncer, quando de sua internação no Hospital Albert Einstein na capital paulista.

Fonte : pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales



Nenhum comentário:

Postar um comentário