TEMÁTICA

Este espaço destacará o túmulo de personalidades famosas do meio artístico e histórico- cultural, sem qualquer conotação político-partidária ou religiosa doutrinária.


ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades famosas. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural brasileiro. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.

“MEMENTO, HOMO, QUÍA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS.

“Lembra-te, ó homem, de que és pó e ao pó has de voltar.”

sexta-feira, 16 de abril de 2010

AUGUSTO SEVERO - 121 - Arte Tumular - Cemitério São João Batista, Botafogo, Rio de Janeiro




ARTE TUMULAR
Base tumular de formato quadrado em mármore, com um baixo relevo em bronze com o desenho do PAX e uma âncora, colocada como homenagem da Marinha de Guerra ao seu grande defensor na Câmara dos Deputados. Na parte superior do túmulo, na connstrução em formato de obelisco, pode ser visto outro medalhão de bronze,um relevo com a efígie do aeronauta. Logo abaixo uma inscrição em latim, de autoria do Senador pelo Rio Grande do Norte Almino Afonso: "Sidera vincere conatus vincit mortem", que significa "Tendo se esforçado para vencer os astros venceu a morte"
LOCAL: Cemitério São João Batista, Botafogo, Rio de Janeiro
Fotos: Sandro Fortunato e www.novomilenio.inf.br/santos/h0058q.htm
Descrição Tumular: HRubiales, Helio Rubiales

PERSONAGEM
Augusto Severo DE Albuquerque Maranhão ( Macaíba,Rio Grande do Norte, 11 de janeiro de 1864-Paris, 12 de maio de 1902) Foi um professor de matemática, diretor do velho Atheneu, abolicionista, líder político, orador, deputado federal, inventor da dirigibilidade dos balões semi-dirigidos.
Morreu aos 38 anos de idade.
BIOGRAFIA
Filho de Amaro Barreto de Albuquerque Maranhão e D. Feliciana Maria da Silva de Albuquerque Maranhão.
Iniciou seus estudos em Macaíba, e depois continuou a sua vida de estudante em duas outras cidades: Natal e Salvador. Fez o curso de humanidades com brilhantismo.
Entrou posteriormente para a Escola Politécnica, no Rio de Janeiro. Quando cursava o segundo ano, adoeceu e teve que voltar para Natal.
Exerceu, então, a função de professor de Matemática no Ginásio Norte-Riograndense, escola da qual chegou a ser vice-diretor.
Quando o Ginásio fechou, em 1883, foi forçado a se dedicar ao comércio, trabalhando como guarda-livros da loja "Guararapes".
Idealista participou ao lado de Pedro Velho da campanha abolicionista.
INICIAÇÃO NOS DIRIGÍVEIS
Com relação às suas preocupações como homem de ciência, Augusto Severo se dedicou primeiro em descobrir o modo-contínuo. Depois, abandonou essa pesquisa. Pensou também em estudar o "mais" pesado que o ar". Desistiu. Os seus interesses começavam a se voltar para outra direção: "agora, todos os seus estudos e esforços buscava descobrir um meio para dar estabilidade e segura dirigibilidade aos balões. Imaginou e desenhou, então, o "Potiguarânis", que não chegou a ser realizado, mas influiu na construção, mais tarde, do Bartolomeu de Gusmão, realmente o seu primeiro dirigível".
Continuando seus estudos, chegou ao "PAX', considerado pelos técnicos como um importante avanço na conquista do espaço.
Criou também o "tubo motor de reação", que dizem ter sido usado pela torpedeira "A Turbina", que pertencia à marinha inglesa. Segundo Augusto Fernandes, a "Turbina" chegou a atingir uma velocidade de 37 milhas.
Inventou "o sistema de hélice introduzida no interior de um tubo, que atravessa o navio seguindo o grande eixo, permitindo-lhe marchar avante e a ré".
VIDA POLÍTICA
Em 1893, Augusto Severo substituiu o irmão Pedro Velho no Congresso.
Em 19 de outubro de 1901, Santos Dumont, com o dirigível 'Santos Dumont nº 6", realizou um grande feito, pelo qual recebeu o prêmio "Deutsc" . Depois de levantar vôo de Saint-Cloud, para assombro do povo de Paris, contornou a Torre Eiffel.
Anterior a essa data, houve um movimento no Brasil para prestar uma homenagem ao aeronauta brasileiro. No Congresso Nacional, o deputado federal Bueno de Paiva propôs, no dia 17 de julho de 1901, um voto de louvor a Santos Dumont, por ter encontrado "a solução do secular problema" da dirigibilidade e estabilidade. Acontece que Augusto Severo, um profundo conhecedor da questão, sabia que tal solução não havia sido encontrada e protestou contra a inverdade. Mas, reconhecendo a importância do aeronauta, propôs que fosse inserido em ata um voto de louvor a Alberto Santos Dumont e ainda concedido ao ilustre brasileiro, como prêmio o valor de 100:000$000, importância que ele precisava para continuar suas experiências. O discurso de Augusto Severo foi simplesmente brilhante. Ao conclui-lo foi, além de muito aplaudido, abraçado pelos deputados presentes.
EXPERIÊNCIAS EM PARIS
Augusto Severo, após licenciar-se da Câmara Federal, partiu para Paris com a finalidade de fazer, igualmente, experiência no campo da aeronáutica.
Augusto Fernandes (historiador), numa síntese, demonstra toda a importância de Severo: "os balcões de Dumont, como os de seus antecessores, sob o ponto de vista científico, não possuíam as características necessárias de ESTABILIDADE e, portanto, perfeita NAVEGABILIDADE. Esta conquista pertence, exclusivamente, a Augusto Severo".
Projeto
Ele não se tornou, como chegaram a comentar em Paris, um rival de Santos Dumont, E sim, afirma Augusto Fernandes, "um concorrente sério, competente, leal, para Dumont. E sim, afirma Augusto Fernandes, "um concorrente sério, competente, leal, para Dumont ou qualquer outro que tentasse as mesmas experiências".
Paralelamente às suas experiências, Augusto Severo, com sua simpátia contagiante de verdadeiro aristocrata, fez sucesso na sociedade parisiense e européia, conseguindo a amizade de grandes personalidades da época, como Zola e Paul Rousseau. Chegou inclusive a receber uma carta da princesa Wiszniewska, presidente e fundadora da "Aliança Universal das Mulheres pela Paz e pela Educação".
O DIRIGIVEL PAX
Em 1902, reuniu todos os seus meios financeiros disponíveis, incluindo ajuda de amigos e parentes, viajou a Paris para construir o balão "PAX" dimensões menores que o anterior, medindo 30 metros e com tecnologia mais avançada. O nome usado no balão simbolizava a sua crença no instrumento, pois achava que poderia evitar guerras entre nações.
PAX iniciando o voo
Finalmente, o grande projeto de Augusto Severo estava pronto: o "PAX"! Revistas da França e da Inglaterra abriram suas páginas para falar sobre a experiência que estava prestes a acontecer. Era a glória!
Na construção do PAX, Severo contou com a importante ajuda do mecânico George Sachet.
MORTE
Na madrugada do dia 12 de maio de 1902, Augusto Severo e George Sachet realizavam, para o povo de Paris, o tão almejado vôo. Quando o PAX se encontrava aproximadamente a 400 metros de altura, um clarão e, depois, uma explosão. Era o fim do sonho. Morreram ambos, Severo e Sachet.
Fontes:
www.enciclopedianordeste.com.br/nova437.php
www.novomilenio.inf.br/santos/h0058q.htm
www.reservaer.com.br/.../augusto-severo/1ft.htm
Formatação e Pesquisa: Helio Rubiales

Um comentário:

  1. Sandra Dunda Chafee30 de setembro de 2013 06:24

    Agradeco por essa fonte de cultura. Muito bom trabalho Helio! Parabens!

    ResponderExcluir